domingo, 31 de julho de 2011

Consumo sustentável

Quando pensamos em sustentabilidade temos a tendência a ir longe demais, pensamos nas grandes empresas, em cooperativas de reciclagem, em reflorestamento, no máximo em separar o lixo. No entanto existe outras coisas que podem ser feitas pelo planeta, e não só pelas grandes corporações, mas por nós mesmos, pessoas comuns, com vidas comuns, mas com boas intenções.

Por exemplo, muitas pessoas deixam de consumir produtos quando sabem que a empresa produtora não reverte fundos para questões ambientais, ou pior,  quando sua produção agride diretamente o meio ambientes, como o caso da Arezzo ( http://wwwreflexaomeninamulher.blogspot.com/2011/04/pele-de-animais-nao.html ) que se envolveu em uma imensa polêmica como as consumidoras por usar peles de animais em seus produtos.

Outra boa ação, é não consumir aquilo que não precisamos, nós mulheres por exemplo que somos loucas por sapatos, ainda que comprar lindos calçados renovem nossas almas, no fundo sabemos que não precisamos de tantos pares, e também sabemos que acabamos não usando nem metade do que compramos. Resultando, dinheiro mal investido e matéria prima mal aproveitada.

Outro exemplo, no super mercado, compramos com os olhos, e não com necessidade. Prova disso é que a maioria das pessoas comprar mais comida do que aquilo que realmente vai consumir, no fim da semana, é uma maça que sobra, é uma banana que ficou passada, é salada que ficou velha. Em resumo é comida que vai ao lixo. Dizemos que uma pessoa não esta louca até rasgar dinheiro, bem,  consumir para jogar fora, me parece uma loucura.

No shopping compramos um lanche com refrigerante enorme e batata grande, passamos mal por que não aguentamos comer tudo, e o pior, meia depois temos a sensação de estar com uma leve fome. Sorte do palhaço vermelho e azar nosso, gastamos em um lanche caro ( o Brasil tem o 4º bigmac mais caro do mundo) e não nos alimentamos bem.


Pensando nisso, sustentabilidade, é mais que não jogar papel na rua, mais que separar o lixo, e mais que exigir posturas de grandes empresas. Sustentabilidade é um estilo de vida, e pensar antes de consumir é a melhor forma de por isso em prática. 

Se não temos coleta seletiva onde moramos, podemos separar as latas de refrigerante e cerveja, que se acumularam da ultima festa, ou reunião de amigos, e entrega-las aos catadores que passam na rua, além de ser parceiro do meio ambiente, damos uma forcinha a um ser humano honesto.

Podemos guardar o óleo de cozinha em garrafas pets, e uma vez por mês levá-las a grandes supermercados como o carrefour,  que recebe esse material e o encaminha  para um destino correto.

Vamos deixar a sacola retornável dentro do carro, de preferência ao lado da porta do motorista, já que ninguém lembra de pegá-la na hora de fazer compras.

De manha na padaria, não comprar quatro pães, se sabemos que nossa família só consome três, nem estocar comida em nossa despensas como se vivêssemos a beira de uma catástrofe nuclear.

Não comprar sapatos, bolsas, camisas que vão ficar perdidas dentro do guarda roupa, esperando sozinhas e abandonadas uma ocasião que possam ser ser usadas.

Por fim, com pequenas mudanças de pensamentos, com um pouco de auto controle, podemos fazer muito pelo planeta, além de dar uma respiradinha as nossas contas bancárias. Ou seja, só faremos o bem.

sábado, 30 de julho de 2011

Melissando: Camiseta

Um pouco diferente hoje.


Para quem adora customização, essa linda camiseta baby look, com a melissa Lady Dragon. 
Está disponível no blog http://camisetademenina.blogspot.com/ e são vendidas sobre encomendas, tem várias estampas, Aranha, Severine, e outras Lady Dragons. Simplesmente lindas !

sexta-feira, 29 de julho de 2011

U2 - Beautiful Day


Sabe aquele dia que parece que tudo que existe de ruim no cenário musical resolveu te perseguir, na rua, no trabalho, o carro do amigo que estaciona ao seu lado, seus vizinhos adolescentes funkeiros, até no caminho do mercado... é ... o dia não foi fácil. Pois bem, para fazer uma desintoxicação dos nossos ouvidos, uma boa música.... Graças a Deus ainda existe boa música!!

Tem dias que...


quinta-feira, 28 de julho de 2011

Coisas que todo mundo quer

Para as loucas por sapatos
Muita renda

Scarpin

Sapatilha



Peep toe
O mais lindo de todos!!!






Por falar nisso

  • Foi Catarina de Médici que introduziu o uso da renda na corte francesa. Isso causou um consumo exagerado e desenfreado, o que fez com que os cofres franceses fossem praticamente esvaziados devido aos custos de importação.  Foi promulgado um decreto pelo rei da França, que proibia o uso da renda, tamanho foi o caos


  • A história atribui a invenção dos saltos altos a Catarina de Médici, no século XVI. Devido a sua baixa estatura, ela os utilizou quando se casou com Henrique II, da França. Ao chegar a Paris ela trazia em sua bagagem uma série de sapatos com saltos produzidos por um artesão italiano para deixá-la mais alta. E, assim, acabou por introduzir a moda dos saltos altos na história da aristocracia européia.

  • Que mulher chique heim... criadora de tendencias que ganham nossos corações até hoje.

quarta-feira, 27 de julho de 2011

Vivienne Westwood

Colar de Caveiras



Por falar nisso

 Vivienne Westwood é uma das mais famosas estilistas da atualidade e certamente também uma das mais influentes. Tornou-se a primeira-dama da moda punk nos anos 70 e 80, mas há muito voltou-se também para a alta-costura.

Nós Melisseiras de plantão, nos apaixonamos pela estilista com seus modelos excêntricos e exagerados, como a Lady Dragon de coração e de cereja, chamados de anglomania.

Suas peças são cheias de personalidade, e se destacam de longe, feitas para aquelas que não querem passar despercebidas. Vivienne Westwood é considerada pela crítica uma das mais originais e influentes de sua época. Vivienne tem um trabalho que combina inconformidade corajosa e senso de tradição

A estilista está com 70 anos, tem o  título de "Dama Real" que recebeu da Rainha Elisabeth II. É professora da Universidade das Artes de Berlim e afirma  confiante que não se vendeu ao sistema, esta sempre envolvida em temas sociais, manifestações. 

sábado, 23 de julho de 2011

Mãeeeeeeeeeeeeeee eu quero!!!!!

O anel mais fofo da semana


Todo mundo que me conhece ou só de uma olhadinha rápida no blog vai sacar que eu ADORO anéis. Esse então me ganhou logo de cara, amor  a primeira vista. Pena que o site  só venda por atacado.

sexta-feira, 22 de julho de 2011

Coisas que todo mundo quer: Animais Exóticos

Que nós mulheres adoramos anéis e toda sorte de penduricalhos todo mundo já sabe, no entanto todas já passamos pela sensação de usar mais do mesmo sempre, ou seja, as vezes não encontramos nada de novo e diferente para embelezar nossas mãos.

Uma proposta bem inovadora foi feita pela boucheron (https://www.boucheron.com/#/hautejoaillerie/), uma grife de jóias francesa, que são simplesmente lindas, Entre as suas coleções estão os anéis de animais exóticos, alias bem exóticos!!!! Afinal estamos acostumadas com gatos, cachorros, ursos (esse tem na coleção), borboletas... e só. 

Para sair do marasmo vamos curtir as peças incríveis

Animais Exóticos


Nossa um flamingo... minha sobrinha ia amar!


Esse quarteto é o meu xodô, queria todos, principalmente o camelo dromedário.


O elefante não chamou muito minha atenção, apesar do colorido das pedras. Já o gatinho... sem palavras



Sapatinho fofo

Doce, doce, doce
A vida é um doce, vida é mel
Que escorre da boca, feito um doce
Pedaço do céu


AH... é super divertido, para quem adora chamar as atenções para os pés, ele  é perfeito! Usaria demais!!

quarta-feira, 20 de julho de 2011

Footbook melissa Power Love

Para curtir a nova coleção, adorei as sapatilhas, mas senti falta do modelo dos Smurfs, já que na minha opinião é a grande novidade da coleção. De resto não achei nada de novo, na verdade, manteve-se os modelos das coleções anteriores, alguns poucos com um penduricalho diferente. Não me empolguei muito com a coleção, como disse achei legal os Smurfs, a novo laço da Hoop, A Glam vilãs nunca chamou minha atenção, mas sei que muitas meninas vão ficar contentes com a volta, a Ultra cromada ficou bem legal, a Night rendada ficou muito fofa


Só um veneninho: Modelos flocados na coleção de verão??? Ué... a Melissa sempre bateu na tecla, que o flocado é quentinho e serve para proteger os pés no inverno... Não faz sentindo!!!!

terça-feira, 19 de julho de 2011

Os vingadores

Junte Capitão America, Iron Man, Hulk, Viuva Negra e o fantástico Thor, e teremos o filme do desenho "Os Vingadores". 

O mais legal é que vão usar os mesmos atores dos filmes anteriores Robert Downey Jr. como Tony Stark, Clark Gregg como Agente Phil Coulson (The new adventure of old Christine), Chris Hemsworth como Thor, Samuel L. Jackson como Nick Fury (O cara do tapa olho) e Chris Evans como Capitão América (estreia 29 de julho EBA!!!).




Estreia prevista para 04 de maio de 2012, por enquanto podemos curtir o trailer, eu como sou muito fã dos heróis (principalmente do Thor), estou ansiosa para rever nas telonas Tony Stark, Samuel L. Jackson, e o ... nem precisa falar né... THOR, que esta divino, pode conferir abaixo!








Dá friozinho na barriga né...

PAC MAN

Atire a primeira pedra quem nunca comeu bolinha e fugiu dos fantasminhas coloridos 


segunda-feira, 18 de julho de 2011

domingo, 17 de julho de 2011

O namorado vai gostar

Colar de vídeo Game 


Por falar nisso:

Sempre que alguém me fala em video game me lembro de Uma Thurman no filme terapia do amor. Tem uma cena que ela esta no salão de beleza e pergunta para as amigas se ela deve dar um video game de presente para o namorado que é bem mais novo que ela. Uma das mulheres então pergunta "Você gosto de sexo? Então não de o jogo pra ele" rsrsrsrsr. Ri muito desta cena... e vamos combinar, todas sabemos o quanto é difícil concorrer com um video game novo....

Para ver a para comer

Eu só quero chocolate 
Declaração de amor em chocolate branco 


Reconciliação vale a pena?


Questão difícil de se pensar e decisão mais difícil ainda de ser tomada. Um colega meu, recentemente me pediu uma opinião sobre o assunto, já que há pouco tempo atrás me vi tomada pela mesma dúvida. Na minha experiência pesei os prós e os contras e achei que valia risco, e optei por tentar de novo.

Hoje no entanto, ao falar da vida de outra pessoa, acho a questão um pouco mais complicada. É fato que só há reconciliação quando existe amor entre os envolvidos, também é fato que quando estamos a um passo de reatar uma relação, já perdoamos ou já fomos perdoados. No entanto, é importante saber que nem sempre amar é o suficiente, se fosse a relação não teria chegado ao fim pela primeira vez.

É preciso levar em conta que uma relação é feita de várias coisas, é claro que o amor é o elemento principal de toda relação, mas atitude e comprometimento fazem parte da elaborada receita de relação feliz. Hoje vejo as coisas um pouco diferente, penso que toda reconciliação, precisa antes de tudo de uma boa conversa, onde todas as cartas estejam na mesa, onde ambos coloquem seus pontos de vistas, debatam o que houve de errado da primeira vez, assumam sua parcela de culpa e por último, que ambos exponham o que querem e o que esperam da relação.

Nesse momento o que mais vale é a sinceridade, não tenha medo de se expor, e nem de deixar claro o que precisa dentro da relação, dê espaço para que o outro faça o mesmo. Não omita nada, e nem ache que existam coisas que não devem ser tratadas naquele momento. Afinal estamos falando sobre o nosso tempo, sobre nossas aspirações, sobre nossos projetos de vida. Uma reconciliação deve ser feita com base em certezas, mesmo que elas mudem no futuro, é importante que exista confiança no que estamos fazendo. 

Voltar com alguém sem a certeza que esta fazendo o melhor, e que pretende dar o seu melhor, é o mesmo que contar um absurda mentira, para si mesmo e para o outro, afinal quando nos comprometemos com uma pessoa, estamos nos privando e privando esta pessoa de todas as outras. Enganar alguém sobre as intenções, e o que pretende é na verdade um ato de egoísmo. Se não podemos dar o que o outro precisa ou não queremos, não devemos investir na relação, ainda mais se gostamos da pessoa. Afinal quando se ama alguém, desejamos que a pessoa seja feliz, se não podemos temos que permitir que outro o faça.

Não faz sentido estar com alguém se nossos projetos de vida não se somam com o da pessoa amada. No entanto se existe amor, existe boa intenção e existe disposição de fazer com que a relação de certo, aí sim vale muito a pena voltar.

Se depois de pesar tudo, a reconciliação parece a melhor coisa a se fazer, eu dou total apoio, e acredito ainda que tendo superado a crise do fim da relação, ambos podem crescer muito e se fazerem felizes. Claro que existe uma regra de ouro para isso, que é, o agir diferente, afinal de nada adiantará reatar uma relação e continuar agindo da mesma forma que se fez outrora, se as atitudes não deram certo da primeira vez, é certo que não darão da segunda. Devemos olhar o passado, e aprender com os erros, tentar o novo, o diferente, tentar ser a fazer melhor.  

Melissando: Lady Dragon + Jeans + Branco Fru-fru

sexta-feira, 15 de julho de 2011

A tortura de comprar uma boa calça jeans

O titulo parece exagero mas é a mais pura verdade. Toda vez que tenho que comprar uma calça jeans, fico cansada só de pensar na maratona que vou enfrentar. Tenho certeza que a maioria das pessoas, homens ou mulheres, já passaram horas dentro de uma loja, experimentaram diversas peças e simplesmente não encontram absolutamente nada que vestisse bem.

O maior problema é que as calças não se adaptam aos nossos corpos. Ao que parece os fabricantes ainda não sabem que nós brasileiras temos bumbuns avantajados, pernas grossas e quadris largos, características essas que fizeram nós brasileiras famosas por todo mundo, no entanto, nossas formas físicas aparentemente não vestem bem.

Para isso preparei um post, baseado nas minhas péssimas experiencias, que, me ajudaram a minimizar a difícil tarefa de sair de uma loja carregando na sacola um jeans e a certeza que fiz uma boa escolha.

1º Reconheça quais são as dificuldades que você encontra em suas calças normalmente, no meu caso, elas ficam ótimas nas pernas e dois ou três dedos folgados na cintura. Sei que existem outros casos, e creio que as dicas servem para todos eles. Temos que admitir que alguns modelos simplesmente não nos pertencem e nunca vão nos pertencer. De nada adiante comprar algo que esteja na moda, se não veste bem.

2º As marcas trabalham com modelagens que costumam seguir o mesmo padrão por anos, portanto se você encontrou a calça perfeita, guarde muito bem o local, para que possa voltar lá sempre que precisar. Uma vez um amigo me sugeriu comprar duas peças iguais com cores diferentes, um escuro e um claro, gostei da ideia e acho que pode ser usada nas calças básicas.

3º Outra questão é a marca,  eu concordo que marca não é tudo, mas qualidade é essencial, não estou dizendo para gastar horrores, mas para sentir o jeans, dar uma esticadinha nele com as mãos, passar as unhas nas fibras. No provador se mecha um pouco, abaixe e levante algumas vezes, e veja se calça ainda esta boa. Esses cuidados nos ajudam a não cair no conto da calça folgada, aquela  horrível experiência de comprar uma peça número 40 e vê-la se transformar em 42 ou 44 ao longo do dia.

4º Invista em algumas peças sofisticadas, que devem ficar bem guardadas e conservadas, de preferência em um saco plásticos (sempre limpas). Toda mulher sabe o poder de um jeans e um belo par de sapatos. Para isso escolha uma modelagem clássica, sem lavagens desbotadas, nem inúmeros detalhes. Evite o modismo, algo que sirva para uma produção de última hora, desde uma balada mais chique a um jantar a dois.

5º Lembre-se normalmente o jeans escuro é mais elegante enquanto o claro mais despojado. Bolsos e costuras, podem ser aliados, bolsos traseiros podem dar a sensação de bumbum maior, enquanto bolsos "facas" dão uma leve sensação de estar mais magro. 

6º Pense com carinho na altura da cintura da calça, se você não tem mais 15 e nem esta no ensino médio, evite calças baixas, elas danificam o formato do corpo e favorecem o aparecimento de barriguinhas indesejáveis. Preste atenção no cóis da calça, se você não usa cinto, escolha uma calça sem o passador, ou com passadores bem justinhos, assim evitamos que o cóis marque as blusas mais cumpridas e nem nos façam parecer gordinhas na região da barriga.

7º Veja as costuras, verifique se estão bem feitas, recentemente comprei uma calça que na terceira vez que usei começou a soltar a costura da lateral, o pior é pensar que era de uma loja com fama de oferecer produtos de qualidade. 

8º Por último, ao encontrar a calça jeans perfeita, cuide dela com carinho, lave conforme a orientação do fabricante, passe o jeans e o guarde em cabides específicos para calças. Se usou a calça hoje e pretende usá-la mais uma ou duas vezes antes de lavá-la, sempre passe a calça, para evitar que ela crie marcas e vincos nas pernas.

terça-feira, 12 de julho de 2011

segunda-feira, 11 de julho de 2011

Eu me remexo muito

Todo mundo que assistiu Madagascar, e é fã de desenho animado como eu, simplesmente considera o filme um clássico das animações. A história toda é boa, mas a dancinha é a melhor parte, a mais animada e todo mundo que assistiu em casa viu e cantou mais de uma vez... arrisco dizer que dançou, conheço uma pessoa que colocou como toque do celular e ficou muito bom.


E por falar nisso:

A dança oferece uma série de benefícios para o corpo,  é usada como exercícios físico, sendo inquestionavelmente saudável. Também é usada como forma de terapia, inclusive contra a depressão, já que como toda atividade física proporciona prazer, descarrega o stress, o nervosismo: Alguns dos benefícios são:

• Aumenta a Flexibilidade
• Melhora o condicionamento aeróbico
• Melhora a coordenação motora
• Emagrece, ajuda a perder Peso
• Melhora a Capacidade Cardiorrespiratória
• Fortalece a musculatura
• Protege as articulações
• Atenua dores
• Previne problemas posturais e de artrose
• Aumenta o convívio social
• Combate a depressão e a timidez
• Traz alegria
• Deixa a Auto-Estima elevada
• Combate o Stress
• Ajuda a relaxar

Dançar é uma excelente forma de nos mantermos saudáveis, com ótimo condicionamento físico e nos divertirmos.

Para quem gosta da Hello Kitty

Acho a gatinha bem bonitinha, embora não seja minha personagem preferida. É simpática e sei que várias meninas são fãs da Hello Kitty.

A Sephora (já falei dela em outro post) lançou uma nova linha de maquiagem com o tema da Hello Kitty, algumas meninas ficaram pouco empolgadas pois essa coleção lembra muito a anterior Memoirs Of a Kitty, a nova coleção tem o nome de Hello Kitty Beauty  as embalagens vêm em graffiti, confesso que gostei mais das embalagens do que dos produtos em si, os pinceis, é claro que devem ser bons, mas são os tipos de pinceis básicos.


De todos os produtos, ficaria com o espelho.



Também tem o um vídeo de divulgação, embora não seja a coleção dos meus sonhos, eu amei o vídeo, os laços das meninas, os makes prontos e os graffitis são bem legais.



O vídeo esta em inglês, mas dá para entender.


P.s: não existe Sephora no Brasil, diz a lenda que há planos para trazer a loja para nossos shoppings 

sábado, 9 de julho de 2011

Traumas de amor

Martha Medeiros finaliza um de seus poemas dizendo "Apesar de tudo continuamos amando".Gosto da frase e gosto muito dos escritos da autora, no entanto, nos últimos tempo, tenho achado que as pessoas já não continuam amando apesar de tudo. 



Trabalho com pessoas um pouco mais velhas, grande parte delas já teve um casamento frustado que resultou em divorcio, um namoro longo que não rendeu casamento, ou alguém que não correspondeu as expectativas. é fato que todo ser humano adulto já colecionou um ou dois relacionamentos horríveis, já se sentiu usado, rejeitado, já amou tanto alguém ao ponto de passar a odiar determinada pessoa.

Decepções simplesmente acontecem, as vezes por nossa culpa, as vezes não, no entanto são inevitáveis e fogem do nosso controle. Uma das coisas mais difíceis da vida é justamente aprender a lhe dar com as frustrações e seguir adiante. Crescemos acreditando que temos que ter tudo, e que qualquer perda é sinal de fracasso e por isso não aceitamos perde, não aceitamos a ideia e não conseguir algo que tanto queremos. Por conta do medo de errar, de fracassar, acabamos fingindo que não queremos, que não necessitamos, que não é nossa prioridade.

No esquecemos que mentimos pra nós mesmo, e que só ferimos a nós e não aos outros. Quantas pessoas, já maldizeram o amor, já o culparam por sua infelicidade, e por isso resolveram fingir que desistiram. Grande bobagem, é natural do ser humano procurar companhia, é natural querer ter alguém que lhe seja especial. De nada adianta se esconder por trás da máscara de pessoa "durona", desencanada. 

As pessoas enchem a boca para dizer o quanto são felizes sozinhas, e quanto não se apegam, que não querem namorar, que casamento é coisa do passado, que a rotina destrói uma relação, que ninguém é fiel a ninguém. Dão um trilhão de justificativas para desculpar sua solidão. Esperam que suas falas apagem a culpa que sentem pelo casamento fracassado, por alguma traição, por um namoro mal vivido, por uma péssima escolha do passado.

Muitos simplesmente têm tanto medo de vivenciar os traumas de outrora, que se afastam das boas possibilidades, têm vontade de recomeçar, mas lhes falta a coragem de admitir que fracassaram no passado e que não tem ideia de como seguir no futuro.

Temos que ter em mente, que as coisas nunca acontecem da mesma forma, que uma péssima relação do passado ficou no passado, não podemos mudar, mas podemos construir o que vem pela frente, podemos nos permitir acerta em uma próxima vez, podemos nos permitir amar e ser amados sem mascaras, sem muros, sem ressalvas.

A solidão, salve alguns casos, é usada como zona de conforto, mas será que vale a pena conviver com um vazio no peito, será que para não sofrer vale a pena não sorrir. Sei que não há nada pior do que ser rejeitado ou não amado, no entanto não há nada melhor do que ouvir um "Eu te amo!" de quem tanto amamos.


Precisamos lhe dar com a dor, precisamos aprender a perder, precisamos admitir que em alguns casos somos impotentes. Só assim podemos vencer os traumas de amor que acumulamos na vida, só assim podemos parar de mentir e sofrer em segredo. Abra-se ao amor e em algum momento o amor vai se abrir para você.

Coisas que todo mundo quer

Adocica meu AMOR

Cupcake é nome norte americano para o que chamamos de bolinhos enfeitados, o termo se refere a um bolo feito em uma xícara, serve uma pessoa, por isso são personalizados e super decorados, alguns são quase obras de arte, é muito comum nos EUA, sendo usados em festas, eventos e como presente.

Por conta da aparência bonita, os cupcakes passam a ser usados como bijuterias, estampas e enfeites.

Colar com Pingente de cupcake



Pulseira de Cupcake


Bolsa de Cupcake




Blusa de Cupcake


Mais uma bolsa

Colar de Cupcake


A pulseira mais linda de Cupcake


terça-feira, 5 de julho de 2011

Medo, medinho, medão de envelhecer


Lembra aos 10 Anos? Queríamos e sonhávamos em chegar aos 15, em usar salto alto, encontrar um namorado perfeito que seria o amor de nossas vidas. Aos 15 sonhávamos com os 18, dirigir, ir a baladas, conhecer caras mais velhos, viajar com amigos, azar os gatinhos. Aos 18 queríamos ter 21 de qualquer forma, terminar a faculdade, ter um mega bom emprego, namorar caras "cabeça" viajar muito mais, planejar sem pretensões um possível casamento, ter o próprio carro descer para praia quando desse na telha.

Os 21 anos são realmente ótimos, adorei os meus, adorei reunir meus amigos e comemorar e bebemorar muito!!!, adorei a carteira de motorista (que demorei para por em prática), amei as viagens que fiz sozinha ou com amigos, amei os finais de semana na praia, gostei de namorar caras tipo "cabeça" e também os "badboys" 

Mas vieram os 22, os 23, os 24... e aqui estou eu em plenos 25 anos, como diz uma pessoa próxima 1/4 (um quarto) de século. Nossa a um tempinho atrás parecia algo tão distante, até parecia que isso não ia  chegar nunca, confesso que a princípio achei estranho, de repente, e muito de repente, eu não era mais uma menina, mas uma mulher, quando dei por mim, não eram mais as bandas que eu curtia que estavam na moda, não era mais para mim as vitrines de moda jovem, brincos coloridos, roupas super cor de rosa, bolsas cheias de frufru, já não me atraiam tanto, tennis e  camisetas de bandas ou personagens, já não se encaixavam no meu trabalho. E o principal, quando as pessoas falavam "Essa nova geração" eu não estava inclusa.

O meu receio e minha precoce e exagerada crise da meia idade começou na verdade aos 23, comecei a pensar que o tempo estava passando rápido de demais, e que injustamente eu estava envelhecendo na mesma velocidade. Achei que seria triste e deprimente...Mas para minha surpresa... ainda bem... eu me enganei.

Hoje assumo minha idade, e a crise sumiu por inteiro, na verdade me acho bem nova, quase uma menina. Praticamente um semestre depois do meu aniversário, olho para trás e gosto do que vejo, lembro com meus amigos as bobagens, os foras, os micos que fizemos no passado e acho graça, consigo dar risada dos imensos problemas que eu achava que tinha, relembro sorrindo das noites chorosas ao fim de um namoro que parecia tão importante.

Tanto se passou, e hoje simplesmente gosto das músicas que escuto, e não me importo nenhum pouco delas não comporem o top 10 das principais rádios. Gosto do modo que me visto, das calças de cintura média, das blusas tampando a barriga, o dos casacos mais sóbrios. Gosto de meu carro nada extravagante e da motorista previsível e metida a certinha que sou (bração).  Me acho bonita, como sempre me achei, aos 15, aos 18, aos 21 e agora. Descobrir que cada fase tem seus encantos, sua beleza, seus amores.

Embora até pareça um pouco bobo, tenho um certo orgulho de ter 25 e não ter nenhum pouco de saudade dos 18. Espero daqui uns poucos anos, aos 30 reler este post e dizer com plena certeza que não tenho saudades dos 25. Pois se sentir bem no presente (nesse caso o presente vai ser o futuro) significa estar bem consigo mesmo, estar de bem com a vida, de bem com quem se tornou e com o rumo que a vida tomou. É uma claro sinal que estamos felizes. O que poderia ser melhor, já que em toda e qualquer idade é a felicidade que almejamos e planejamos. Todas as idades são mágicas , o que muda é só a matéria prima com que faz o pó pirlimpimpin.

Aos 25, aos 30, aos 40, aos 50... e por muito mais. Envelhecer não é algo ruim, e nem precisa dar medinho. O ruim é ser infeliz, e isso não é culpa da idade, mas do que fazemos ou deixamos que façam com nossas vidas, envelhecer é a chance que temos de continuar aproveitando o bônus que chamamos de vida, simples assim.

Melissando: Melissa Croco + Casaco vermelho

Esquentando o friozinho com cor 


Coisas que todo mundo quer

Os mais lindos Anéis de Flor








Quero todos!!!


Por falar nisso

O hábito de usar anéis nos dedos, vem do costume de usar uma aliança como símbolo de compromisso.

Originalmente a aliança era usada como um grilhão para prender a esposa, antropólogos dizem, que quando uma mulher era "roubada", o marido amarrava uma corda em seu pé, lhe permitindo pouco movimento, com o passar do tempo, a corda ia ficando cada vez maior e o laço mais largo. Quando a esposa já estivesse "domesticada", acostumada, o marido a soltava e deixava apenas um pequeno laço em volta do dedo, para lembrar que ela deveria ficar sempre ali.

Já historiadores dizem que a aliança de casamento é supostamente de origem romana e deve ter vindo do antigo costume de usar anéis para celebrar acordos. Os judeus usavam alianças de casamento antes dos tempos cristãos, onde dar um anel a uma pessoa significava fazer um pacto ou acordo.

Receber um anel de um rei, ou um príncipe, era considerada uma grande honra e sinal de confiança, muitas vezes o anel fornecia poder ao protegido do rei. Quando o rei falecia o herdeiro recebia a coroa e o anel real, com o qual era selado os documentos reais e cartas enviadas pelo mesmo.

Ao completar 15 anos, as meninas ganham no baile de debutante um anel, (uma jóia) que simboliza a passagem da infância para a adolescência. Em algumas festas a menina troca a boneca pelo anel. 

Os homens oferecem um anel a mulher amada, nenhuma jóia é tão simbólica quanto um anel , é uma forma publica de declarar amor, estima e boas intenções com a namorada, noiva ou esposa.

Hoje em dia o anel é um acessório comum, no entanto ainda carrega um simbolismo e mistica, além é claro de romantismo quando  presenteado pela pessoa certa.

Ah... Segundo J. R.R. Tolkien, o anel é uma coisa do mal! Haja visto o senhor Frodo Baggins. No entanto, para nós mulheres ele é "precioso" como diria  Smigol.


Dizem que
- O dedo indicador é um dedo muito dominante, e ter um anel nele significa que a pessoa tende a ser mais “dominante”.!!!
- Ter um anel no dedo médio significa que tende a fazer o que quer, precisa e aprecia ter liberdade e pouco se importa com o que os outros dizem.!!!
- O dedo anelar é o único dedo que tem uma veia que vai direto para o coração e quando alguém coloca um anel neste dedo, está fazendo uma conexão com o seu coração. São pessoas dependentes de relacionamentos interpessoais e está constantemente à procura de beleza na sua vida.
- Usar um anel no dedo mindinho é sinal que a pessoa optou por ficar sozinha, representa também um conflito e comportamento autodestrutivo.!!!
- Pessoas que usam anel no polegar são independentes. Não seguem modismos, preferem estabelecer os próprios.!!!

segunda-feira, 4 de julho de 2011

Pra ver e para comer

"Eu só quero chocolate"

Porta Jóias de Chocolate.


Só falta um belo anel na caixa.

domingo, 3 de julho de 2011

Estilo Dita Von Teese



Faz tempo que olho as imagens de Dita Von Teese na net e adoro!!! A atriz tem 38 anos, quase 39 já que faz niver em setembro (wikipédia), foi casada com o Marylin Manson. Tem um estilo  que passeia entre o  sexy e o delicado,  pode e deve ser considerada a responsável por trazer o estilo pin-up a tona nos dias atuais.



A moça é linda, o que já ajuda bastante, mas o visual anos 40/50 a deixam incrível. O mais bacana é que da para adaptar e usar na vida real sem problema. O kit básico de pin-up é bem simples, sem dúvidas quase todas já temos a maioria das peças e acessórios guardadinhos. 



Blusas decotadas, pode ser decote em V ou U, o importante é uma bela lingerie que deixem os seios bonitos e levantados.

Saias e vestidos cintura altas e bem estruturados, com a cintura bem marcada.

Meias calças em cores delicadas,

Batom vermelho,  delineador e lápis de olho

Sapato estilo boneca ou peep toe.

Bastante rendas, tecidos de bolinhas, animal print, mangas delicadas e tal... nada que já não tenhamos...

De melissa Ultra girl + Vivienne Westwood.

O mais importante é saber misturar as peças com harmonia, lembrando-se sempre que o estilo pin-up é sensual e não vulgar, deve inspirar os olhares, destacar as curvas femininas, ou seja, deve ressaltar a beleza da mulher e não expó-las em uma mesa. afinal existe uma diferença enorme entre a Betty Boop e a Jessica Rabbit... rsrsrs

Esse é fácil de copiar.


Gosto e quando estou inspirada até arrisco um estilo meio pin-up, claro que de uma forma bem mais contida que a diva Dita Von Teese. Fico com as saias altas e o cinto na cintura, o batom e os olhos destacados.



Esse look é o mais de copiar né... rsrrrss... Adoro essa foto, a salvei no Pc  faz um tempo e estava pensando como poderia usá-la, problema resolvido...